quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Noticias sobre o antigo Terreiro da Goméia

     Devido ao Tributo realizado em homenagem a Joãozinho da Goméia, no dia 02 de novembro. Verificamos o abandono do terreno onde funcionou o centro espírita deste zelador, considerado o Rei do Candomblé.
     No inicio do novo milênio, os três lotes localizado a antiga Rua General Rondon, atual R - Prefeito Braulino de Mattos Reis. Foi desapropriado pela Prefeitura municipal de Duque de Caxias, para construção de uma creche a pedido do então vereador ITO. Historiadores, Religiosos e ativistas culturais, incluindo a minha pessoa. Partimos em defesa do “patrimônio histórico imaterial” como manda a constituição federal.
     A idéia de construir um centro cultural foi revitalizada, Pois o projeto inicial foi sugerido no ano de 1987, pelo vereador Luna ao então prefeito Juberlan de Oliveira. A indicação não passou e o terreno ficou esquecido, perdendo grande parte das construções. Com a atual desapropriação nada mudou, o terreno manteve total aparência de abandono ate um candidato a vereador iniciar a construção de uma quadra esportiva no local.
     Em visita ao local foi impossível não perceber o descaso das autoridades competentes, fotografei o “esqueleto” da quadra saqueado por vândalos e o resto de uma amendoeira plantada pelo próprio Joãozinho da Goméia caída no chão. Segundo relato dos moradores que jogam lixo no local, a árvore começou a pegar fogo e a prefeitura cortou a mesma.
     Preocupado com a preservação do local, partir em busca do Secretario de Cultura Gutenberg Cardoso. Marcamos uma visita ao terreno na semana passada, devido a alguns problemas internos na secretaria de cultura. A “peregrinação” foi adiada para hoje sem o secretário de Cultura, partimos em um carro oficial com o Secretario de turismo Daniel Eugenio, e o Chefe de Gabinete Antonio Mendes e o motorista rumo a Goméia.

     No local, fotos foram tiradas para serem anexada a um oficio com os seguintes pedidos. Limpeza do terreno, incluindo a retirada de placas com propagandas políticas (colocadas indevidamente por falta de informação em um patrimônio publico, o que e proibido por lei), construção de calçada e muro, dragagem da vala que corre aos fundos do terreno, placa informando que o terreno pertence à Prefeitura de Duque de Caxias.
     Por enquanto e o que conseguimos fazer, precisamos do apoio de todos para construção do “Centro Cultural Afro Brasileiro Joãozinho da Goméia”. O local tem tudo para ser uma referencia no país, primeiro com a sua história e segundo com a proposta dos trabalhos a serem realizados, tais como; Oficina para confecção de vasos, quartinhas, alguidar, esteiras, artesanato, entre outros.
     Quem sabe no ano de 2011, o dia 20 de novembro não possa ser comemorado no “CCABJG”. Valorizando o DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA. Envie e-mail para a Prefeitura de Duque de Caxias pedindo a construção do “Centro Cultura Afro Brasileiro Joãozinho da Goméia” no terreno aonde foi seu antigo Terreiro. Segue o endereço eletrônico: prefeitura@duquedecaxias.rj.gov.br